ZYJ 737 - 5.000 WATTS - SÃO JOSÉ DO CEDRO - SC
Você está em:
Mudar o tamo da letra A+ A-

FOTOS

17.09.2021 |

Apenados da Unidade Prisional Avançada de São José do Cedro são capacitados para costura


 

De acordo com a gestora da UPA, LIA ZOZ, o curso de costura básica está sendo ministrado para 55 detentos, pelo Senai de São Miguel do Oeste, em três etapas, dentro da unidade.

Ela ressalta que foram trazidas 20 máquinas de costura para a Unidade Prisional cedrense. As capacitações iniciaram no final de agosto e prosseguem até o dia 23 de setembro.

A gestora detalha que essa qualificação profissional leva em consideração o projeto da Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa do Estado, de implantar oficinas de costura dentro das unidades para a confecção de uniformes escolares dos estudantes da rede estadual de ensino.

LIA ZOZ comenta que essa iniciativa, voltada ao trabalho, é extremamente importante para a segurança e o processo de ressocialização dos apenados.

Antes da pandemia de covid-19, alguns atuavam numa empresa do ramo moveleiro da cidade, mas o convênio foi cessado e, depois disso, não houve interesse da iniciativa privada em firmar parceria para a utilização da mão de obra carcerária.

A gestora vê com bons olhos o projeto que contempla a UPA de São José do Cedro e São Miguel do Oeste na região, além de outras do Estado, segmentando a produção das peças.

Aqui, segundo ela, provável que sejam confeccionadas apenas as calças do uniforme escolar, com previsão de início do trabalho para em torno de 35 presos, a partir de outubro.

Até lá deve sair o resultado de um processo seletivo realizado para contratar um instrutor de corte e costura, que vai coordenador este trabalho, e mais dois técnicos administrativos para auxiliar os policiais penais da Unidade Prisional Avançada de São José do Cedro.

LIA ZOZ comenta que já há tratativas com a Secretaria de Estado da Saúde para que os presos possam também confeccionar as roupas de cama, toalhas e aventais utilizados nos hospitais, assim como, negociações com prefeituras para a confecção de uniformes.

O secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, LEANDRO LIMA, explica que, ao todo, serão geradas cerca de 1.600 novas vagas de trabalho para os apenados e o aumento da oferta de vagas de trabalho tem dois objetivos:

A possibilidade de reabilitação social e econômica dos internos, com a oferta de treinamento para atuar em atividade qualificada e identificada com a região.

Outro fator importante é que 25% do salário retornam para o Fundo Rotativo e o valor arrecadado é totalmente reinvestido na unidade, em obras de infraestrutura ou aquisição de equipamentos para a implantação de novas oficinas.

Além disso, o trabalho é uma estratégia de segurança prisional.

 

Compartilhar

ENQUETE

Qual estilo musical você gostaria de ouvir na Integração?

  • Sertanejo
  • Bandas
  • PopRock
  • Samba/Pagode
  • Romântica
votar resultado

TEMPO



ATENDIMENTO

(49) 3643.0211     



© 2021 - Rádio Integração do Oeste Ltda.              Portal Tri